09.08 - 7º PRÊMIO TRATA BRASIL FGV 95

Taboão da Serra recebe troféu do 7º Prêmio Casos de Sucesso & ESG do Instituto Trata Brasil

Cidade foi premiada por reduzir de 35% para 17% a perda de águas

O município de Taboão da Serra foi premiado pelo segundo ano consecutivo pelo Instituto Trata Brasil. A cidade foi um dos destaques na 7ª edição do Prêmio “Casos de Sucesso & ESG”, na categoria “Melhores Evoluções em Perdas de Água” por reduzir de 35% para 17% as perdas. A premiação e entrega do troféu foi  realizada em 09/08, no auditório da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo.

Participaram da solenidade Ruth Ferreira Ramos (subsecretária de Meio Ambiente) que representou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Meio Ambiente, Nílcio Regueira Dias; além dos secretários Ricardo Rezende (Obras e Infraestrutura), Valdemar Aprígio (Serviços Urbanos e Manutenção) e Arnoldo Landiva (Comunicação).

O Instituto Trata Brasil é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), formado por empresas com interesses nos avanços do saneamento básico e na proteção dos recursos hídricos do país. O evento, organizado em parceria com o Centro de Estudos de Infraestrutura e Soluções Ambientais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), teve como intuito prestigiar municípios e concessionárias que são destaques positivos na promoção do saneamento brasileiro.

Segundo a subsecretária de Meio Ambiente, o resultado é fruto de trabalho sério. “São muito esforços, inclusive em parceria com a concessionária. A gente sabe que com relação ao desperdício, se não for firme, não agir e não tiver um trabalho constante, acaba não conseguindo fazer o tipo de prevenção que é feita em Taboão da Serra. Temos o Projeto PURA (Programa Uso Racional da Água) com uma equipe contratada pela Prefeitura para fiscalizar os prédios próprios e os hidrômetros, se estão girando corretamente e se há vazamentos. Se for detectada alguma irregularidade, imediatamente acionamos a concessionária para que tome providências e resolva a questão antes de causar danos para os munícipes, ruas, danos ambientais, entre outros”, explica Ruth Ferreira Ramos.

“Taboão da Serra tem muitas áreas públicas que foram ocupadas e as pessoas que estão lá precisam ter luz, água e condições de vida para estarem ali. E a gente tem se preocupado muito em dar condições para eles, proteger o lar. Então, a gente coloca esse trabalho à disposição e deu muito resultado, tanto que os números estão aí, provando que foi um resultado muito bom e estamos continuando com esse trabalho para diminuir as perdas”, finaliza.

Notícias relacionadas

ARTE - Taboão da Serra realiza última audiência pública de revisão do Plano Diretor Participativo
Taboão da Serra realiza última audiência pública de revisão do Plano Diretor Participativo
Rodada de validação popular acontece no sábado, 25/05, às 10h, na EMEF Antônio Fenólio, na Rua Carlos Fernandes, 236 – Parque Jacar...
ARTE - MAIS DE 130 MILHOES NOVO PAC
Taboão da Serra é contemplado com mais de R$ 130 milhões do Novo PAC do Governo Federal
Anúncio feito em 08/05 destina recursos para projetos de infraestrutura e habitação na cidade   Na quarta-feira, dia 08/05,  Taboão ...
FOTO - Prefeitura de Taboão da Serra lança Carta Geotécnica de Aptidão à Urbanização
Prefeitura de Taboão da Serra lança Carta Geotécnica de Aptidão à Urbanização
Documento estratégico é um importante instrumento de planejamento territorial e urbano   A Prefeitura de Taboão da Serra tem avançad...
FOTO - Escola Livre de Educação Ambiental apresenta novos programas educativos aos profissionais de educação em Taboão da Serra (3)
Escola Livre de Educação Ambiental apresenta novos programas educativos aos profissionais de educação
O encontro entre a ELEA e os servidores da Secretaria de Educação aconteceu no dia 26/03 e apresentou a ELEA Visitação e o SEMEIA ELEA ...
Pular para o conteúdo